Encerrando mais um ciclo: sobre faculdade e notas

domingo, 4 de dezembro de 2016
Postado por Daniela Soares

Oi gente, tudo bem?

Tenho pensado muito em como a nossa vida é composta por diversos ciclos, uns que duram mais ,outros menos. Os primeiros ciclos da vida giram em torno da vida escolar. Você começa o ensino fundamental, depois de uns anos ele acaba e começa o ensino médio, depois ele acaba e começa a faculdade e assim vai. 

Nesse ano de 2016, eu encerrei mais um ciclo, a faculdade. Comecei a faculdade relativamente cedo, fui direto do ensino médio para a faculdade, o que faz com que dos 21 anos que eu tenho, mais de 15 anos eu passei estudando, sem pausas, descansos, nem nada do gênero, durante a maior parte da minha vida, eu vivi para "notas", pois quando falamos sobre escola, por mais que o mais importante seja o aprendizado, sem as terríveis "notas altas", você não evolui para o próximo ciclo e fica presa naquele ano escolar. Em compensação, as notas também não dizem quem você é, se você sabe, tem domínio de um assunto ou é inteligente. Notas não medem grau de conhecimento, e esse é um terrível erro que o sistema de ensino tenta pregar, como se o fato de você tirar uma nota baixa, fosse mais importante do que se você aprendeu ou não.

Eu posso dizer que nos últimos quatro anos muitas coisas aconteceram, algumas matérias me ferraram, algumas amei, outras empurrei com a barriga e em alguns casos tive que decorar a matéria para passar. No fim, eu acabava tirando nota, mas isso faz de mim mais inteligente? Faz de mim, conhecedora do conteúdo, ou expert no assunto? Não, só faz de mim uma aluna desesperada, fruto de um sistema de ensino que te mostra que se você não tirar nota, você não é bom o bastante.

Fazendo as contas por alto, tive em média umas 30 matérias durante os quatro anos de faculdade. Se eu lembro tudo daquela matéria que eu vi lá no primeiro semestre do primeiro ano? Eu passei nela, mas eu não tenho domínio do conteúdo. Assim como, eu converso com pessoas que não fizeram faculdade, portanto não "passaram nessa matéria", e mesmo assim, entendem muito mais do assunto do que eu.

Vocês devem estar se perguntando o que eu to querendo falando desse assunto. o que eu quero é mostrar pra você, que está na faculdade, ou que simplesmente têm dificuldade em uma matéria e por vezes achou que não fosse bom o bastante, que na verdade a sua inteligência não é medida pelas notas no seu boletim. 

Em domingo, 4 de dezembro de 2016

2 comentários:

  1. Comecei a faculdade no ano passado e no segundo semestre fui meio mal, fiquei de NAF em umas matéria e me senti terrível porque desde sempre falam que se você não tira notas boas você não é inteligente e eu sei que isso não é verdade mas a pressão é tanta que as vezes fica difícil não se sentir mal.
    Menina Psicótica

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por esse texto!

    É triste ver que esse sistema de ensino atual dê tanta importância à nota que praticamente atropele o aprendizado. Se pararmos para pensar, na maioria dos colégios o conteúdo é dado de forma a fazer com que você o decore, não que aprenda. Isso é ainda mais visível no terceirão, quando as escolas fazem uso até dos famigerados memorex para garantir que seus prodígios passem na federal de primeira.
    Encerro o Ensino Médio esse ano e já estou exausta de estudar haha se eu pudesse, tiraria o ano que vem pra trabalhar, viajar, fazer intercâmbio, pensar na vida, qualquer coisa... Queria tirar uma folga. É sufocante passar tanto tempo na escola e sair de lá quase tão despreparada quanto quando entrei.

    Beijão!

    ResponderExcluir

Coleção de Acasos • todos os direitos reservados © 2016 • powered by BloggerProgramação por Layout por