Filme: O quarto de Jack

sexta-feira, 4 de março de 2016
Postado por Daniela Soares


Oi gente, tudo bem?

Hoje eu queria dividir uma experiência com vocês, sobre um filme magnífico que eu assisti recentemente, o quarto de Jack (Room), inclusive o filme foi indica ao Oscar como melhor filme e Brie Larson (que interpreta a mãe de Jack) ganhou o prêmio de melhor atriz.
O filme conta a história de um meninho e de sua mãe (Ma), eles moram em um quarto e o único contato com o exterior que eles têm, é a visão de uma claraboia. Acontece, que a garota foi sequestrada há sete anos e todo dia, no mesmo horário ela é estuprado pelo seu sequestrador, Jack foi fruto do estupro, porém sua mãe só pensa em protegê-lo, ela não o enxerga, como o "fruto de um estupro", mas sim como seu filhinho.
Para protegê-lo, ela diz que o mundo é apenas o que há no quarto, lá fora é como se fossem outros planetas e tudo que aparece na TV não existe de verdade, não há cachorros, nem gatos, nem grama e nem árvores.
Tudo que é trazido para dentro do quarto, é o velho Nick quem traz (o estuprador) e Jack imagina que ele traz tudo como mágica. Ele não sabe que ele é uma pessoa ruim, até que sua mãe decide contar a verdade.


**Contém spoilers

O filme se inicia no aniversário de cinco anos de Jack e é ele quem narra a história, o que faz com que tudo se torne mais emocionante. Em um dado momento do filme, depois que Ma conta a verdadeira história do quarto e de porque eles moram ali, ela elabora um plano para que eles possam fugir. Nesse plano, Jack consegue fazer com que a polícia encontre o cativeiro e assim eles resgatam sua mãe.
Acontece que a volta para casa não sai como Ma imaginava, ela acreditava que seu final feliz seria quando fosse resgatada e os dois pudessem voltar para casa. Ela encontra uma casa diferente do que imaginava, onde seus pais se divorciaram, sua mãe casou de novo. E seu pai mal consegue olhar para o Jack, que também encontra dificuldades para se relacionar com outras pessoas, além de sua mãe. Em uma entrevista que Ma dá, ela é questiona sobre como ela se sentiu quando ele nasceu, sobre ter pensado em dar o Jack para "adoção" para que ele pudesse ter uma vida normal, ou de como explicaria para ele quem era seu pai, mas ela repete veemente que Jack é apenas filho dela, que ele foi uma coisa boa que aconteceu em sua vida e tudo que ela queria era protegê-lo.
Com tempo, ela começa a ver que todas as pessoas da sua antiga vida, simplesmente seguiram em frente, com uma vida normal.
Assim, a volta para casa se mostra mais uma continuação do pesadelo que era o quarto, do que um sonho.



Acho legal do filme, mostrar que as dificuldades não acabam quando as pessoas são libertadas de cativeiros assim, que muitas vezes elas não sabem como voltar para sua antiga vida, depois de uma experiência traumática como essa.
É um filme emocionante, que te arranca lagrimas e risadas, com a visão linda que o Jack tem do mundo, mesmo quando ainda viu muito pouco dele. Vale a pena ser visto e visto de novo, várias e várias vezes.

Em sexta-feira, 4 de março de 2016

5 comentários:

  1. Que coisa mais linda! Parei de ler na parte em que você disse que teria spoilers mas mesmo assim já quero assistir *•* tem no Netflix? :D
    Beijos :*
    http://memorialices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma gracinha o filme *-*
      Infelizmente não tem no Netflix, porque ainda é muito recente, mas tem disponível no Stremio em HD <3

      Excluir
  2. Por que sinto que vou chorar com esse filme? Acho que é porque eu sou muito chorona mesmo kkk eu vi o trailer e simplesmente ameeei! Quero muito ler o livro, parece ser tão bom quanto (na vdd sempre é né?) mas nao sei, acho que nao vou me aguentar e ver o filme primeiro hahaha
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha eu sou muito chorona também, te entendo. Eu chorei bastante, mas é uma ótima experiência assistir esse filme. Ainda não li o livro, quero ler também. Me disseram que o filme foi bem fiel *-*

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Coleção de Acasos • todos os direitos reservados © 2016 • powered by BloggerProgramação por Layout por